Estamos agora na segunda etapa da caminhada empreendedora. Eu quero empreender mas não sei como fazer isso sozinha. Você já ouviu falar de rede de contatos, é a nossa network, e é a partir dela que nosso negócio inicia, cresce e se fortalece. Saiba como criar uma rede de apoio para empreender.

E como faço para construir minha rede?

No geral temos uma rede, mesmo que pequena, que é composta por aquelas pessoas mais próximas e presentes na nossa vida (família, amigos íntimos). Mas para um negócio é preciso aumentar esse círculo. E, como faço para ampliar essa rede?

Podemos pensar em estender a rede por afinidade de tema, por exemplo, se estou fazendo bolos e doces, posso incrementar minha rede:

  1. Buscando outras mulheres que estejam comercializando os mesmos produtos ou produtos afins
  2. Procurando por mulheres que tenham pequenos comércios para vender meus produtos ou para me ajudar com seus conhecimentos sobre o mercado;
  3. Participando de eventos sobre o tema, tanto da confeitaria como do empreendedorismo.

A ideia central é encontrarmos mulheres que compartilhem de nossos interesses e tenham negócios alinhados com o nosso projeto.

Entendi a necessidade de uma rede e como faço agora?

Comece devagar, conte sobre o seu projeto para seus vizinhos, entre em um grupo no facebook e comunique o que faz, converse com pessoas que você acha que possam ser interessantes para o seu negócio. Bata um papo com o feirante que vende as frutas que você usa nos doces, fale com o dono da loja que vende o chocolate do seu bolo. Vá aos poucos aumentando sua rede. Conte o que está produzindo e veja se é possível utilizar o espaço da loja para vender seus bolos e doces ou tente conseguir alguma condição especial com o feirante. Com o tempo, comunicar o que você faz vai se tornar mais fácil.

Qual a importância de uma rede de contatos para o meu negócio?

A rede é um dos pilares estruturantes de um negócio. Serve como espaço de colaboração e acolhimento em momentos de dúvida, de questionamento, de resolução de problemas, de validação de produto ou serviço bem como pode ser um espaço para discussão de novos projetos, ideias inovadoras, projeções futuras de crescimento. Ter uma rede, fazer parte de uma rede é um exercício riquíssimo que nos faz crescer e garante um aprendizado ímpar na nossa vida de empreendedoras. Aprendemos também quando ajudamos umas às outras, ouvindo uma mulher que passou por uma situação semelhante e como ela lidou com a questão ou mesmo contando um pouco da nossa história.

Construir e fazer parte de uma rede pode se tornar uma das maneiras mais profícuas que temos para dar base e sustentação às nossas empreitadas, sejam elas individuais ou coletivas.

O empreendedorismo (ou eupreendedorismo) pode ser mais leve e mais instigante se for compartilhado com outras mulheres, especialmente quando a rede estabelecida se constitui em um verdadeiro espaço de troca de ideias, de discussão de projetos, de proposição de soluções.

Rachelle Balbinot: Tirando Ideias do Papel

Não esqueça de assinar nossa
newsletter

Informe seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Agradecemos o seu interesse :)

Algo deu errado :/

Open chat
1
Ola, que tal? 😊 Posso te ajudar?